ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Mensagem de dom Majella aos catequistas e catequizandos da arquidiocese - por Pe. Andrey Nicioli


Amados catequizandos, catequizandas

Queridos/as catequistas

Saudações de paz e saúde!

“Iluminar a casa”



Iniciamos o Advento. Período em que todos os anos a Igreja se propõe viver para preparar o Natal, quando se comemora a encarnação do Filho de Deus, o seu nascimento e as suas primeiras manifestações à humanidade. É um tempo que, pelo seu próprio ritmo interpela, provoca e faz crescer. É o tempo que nos é dado para aprender a esperar, ou para aprender a viver esperando. Pede caminho.

Estamos convivendo com a pandemia que nos trouxe não só a doença, mas as vulnerabilidades sociais, econômicas, políticas, na vida das comunidades de fé e etc.  A pandemia tem sido devastadora para nós e espero que nos ajude a repensar várias dimensões do nosso ser, o estar em sociedade, na relação com os outros e na vida eclesial. Todos vamos aprender com esta pandemia.

Programamos no início deste ano celebrar a sua Primeira Eucaristia ou Crisma e não nos foi possível vivenciar este encontro de fé na data prevista, por causa do inesperado começo desta pandemia. Adiamos o dia sem saber para quando realizar esta celebração. Entramos num caminho de espera. 

O que estamos fazendo da espera? Um espaço de conversão? Precisamos manter viva a espera. Só a espera desperta a atenção e só a atenção é capaz de amar e de rezar. Nessa vida de fidelidade e de espera orante, o desejo torna-se sempre maior. 

A nossa Arquidiocese de Pouso Alegre elaborou um Plano de Retomada das atividades litúrgicas e pastorais neste tempo de pandemia. Já avançamos para a terceira fase do Plano, que por sua vez, contempla a possibilidade da celebração da primeira comunhão eucarística de crianças, bem como a iniciação sacramental dos adultos que estão preparados. Aos crismandos e crismandas, continuamos dependendo da situação epidemiológica da nossa região. Não desanimem. Mantenham-se firmes na fé e com coragem, que a fé brilhe nesta hora que tanto exige de vocês. 

Queremos agradecer a dedicação e o empenho das catequistas e dos catequistas neste “ano de excepcionalidades”, com valiosas contribuições e criatividades com a catequese das paróquias da Arquidiocese de Pouso Alegre. 

O tempo do Advento proporciona a toda a Igreja a vivência da expectativa como construtora do dia a dia mais aberto à presença de Deus. Às famílias, o tempo do Advento vem abrir uma oportunidade de, na expectativa cristã do encontro sempre mais profundo com Jesus Cristo, reconstruir relações, redefinir prioridades, encontrar momentos comuns de oração, desafiar ao compromisso eclesial em favor dos outros, investir valores e tempos na educação dos filhos. 

A você, catequizanda e catequizando, é tempo de “iluminar a casa”, seja a casa da família, seja a casa da Igreja, seja o mundo em que vivemos, num encontro com a Palavra de Deus que constrói comunidade, que constrói a Igreja; num diálogo com Jesus na oração, centrada na capacidade de amar a Deus e amar ao próximo, parando um tempo durante a rotina cotidiana e preparando assim a vinda de Jesus que quer nascer. 

Confiemos o nosso caminho à Virgem Maria, cujo espírito exultou em Deus Salvador. Ela guie os nossos corações na espera jubilosa da vinda de Jesus, o Salvador.

Sinto-me feliz por formular desde já os votos mais cordiais de um santo Natal a todos, aos seus familiares, aos catequistas e às comunidades de fé. 

Concedo a todos, na caridade de Cristo, a bênção

Dom José Luiz Majella Delgado, C.Ss.R.

Arcebispo Metropolitano de Pouso Alegre



Pouso Alegre, 28 de novembro de 2020

Publicado no dia 30/11/2020