ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Arquidiocese de Pouso Alegre acolhe seus dois novos Diáconos - por Pe. Andrey Nicioli


Durante a Santa Missa neste sábado (25) na Catedral Metropolitana de Pouso Alegre, Dom José Luiz Majella Delgado - C.Ss.R. ordenou dois novos Diáconos transitórios para a Arquidiocese de Pouso Alegre: Diáconos Adilson Antônio Firmino e Carlos Cézar Raimundo. Dezenas de padres concelebraram a Eucaristia, que teve a participação de centenas de pessoas entre religiosos(as), seminaristas e representantes de diversas paróquias. 

Em sua homilia, o Arcebispo ressaltou que o ministério diaconal vai levar esses jovens a testemunhar Jesus Cristo no meio dos homens, tornando Deus conhecido, esperado e amado. 

"Esperamos que como Diáconos, dêm um testemumnho e um impulso missionário para fazer desta nossa Igreaja uma Igreja viva, missionária, pobre e servidora, como interpela sempre a nós o Papa Francisco: uma Igreja em saída. Isso espearmos de vocês como Diáconos. Sejam colaboradores do Bispo e do Presbitério, mas testemunhando Jesus Cristo numa Igreja em saída. Uma Igreja que vai às periferias existenciais mas às periferias da nossas paróquias", afirmou.

Os Diáconos escolheram como lema para o exercío do Ministério Diaconal: "Fé, esperança e caridade". 

Natural de Brazópolis, o Diácono Adilson exercerá seu ministério na Paróquia de Ipuiúna. O Diácono Carlos, filho de Borda da Mata, exercerá seu ministério na Paróquia de de Santa Rita de Cássia.

Leia a homilia de Dom Majella na íntegra:

"Amados irmãos e irmãs, a Palavra de Deus que acabamos de ouvir traz para nós a qualidade do ser discípulo de Jesus: o amor e  o serviço. O texto evangélico nos mostra que a ação de Jesus de lavar os pés dos discípulos é a do Senhor que se torna servo. Ele tira o manto, pega uma toalha, cinge sua cintura e Ele mesmo coloca a água na bacia e passa a lavar os pés dos discípulos. Ele sozinho. A missão de Jesus é a missão de amor, missão à serviço do amor do Pai. Jesus veio para servir, mas com obediência filial. Servir, serve, são palavras chaves para compreender Jesus e sua mensagem. Servir significa dar conta de uma missão, é o que Jesus realiza. Servir é dar conta de uma missão. Nós estamos para ordenar dois seminaristas como diáconos da Santa Igreja.

Qual é a missão do Diácono? Esses jovens fizeram todo um processo de formação nas nossas casas de formação, nas nossas Paróquias, foram acompanhados pelos seus familiares, por todo o povo de Deus, vivendo o seu batismo no dia a dia. Mas após uma caminhada de amadurecimento vocacional, hoje eles aqui se encontram pedidndo para serem Diáconos da Igreja. Qual é essa missão? A missão do Diácono é ser colaborardor do Bispo e do Presbitério, servidno o povo de Deus na Diaconia da Liturgia, da caridade e da evangelização. Esta é a missão do Diácono.

Certamente você deve recordar que o seminarista Adilso e o seminarista Carlos, ao nos convidarem para esta celebração, nos deram um convite onde coloaram em destaque três palavras: fé, esperança e caridade. São as três virtudes teologais. Eles querem servir como colaboradores do Bispo, querem servir o povo de Deus como colabradores também do Presbitério, desejando realizarem a missão incorporados por estas três virtudes. O que é virtude? É qualquer atitude humana para se fazer o bem. É qualidade de quem é maduro e forte. A virtude se nutre e se alimenta de fidelidade, de gratuidade, criatividade, participação e solidariedade. É o que nós esperamos deles no exercício do diaconato. Viver estas virtudes. estas virtudes teologias que esses jovens assinalaram para a cainhada do ministerio diaconal os orientam para a vida da Santíssima Trindade e introduzem vocês na Trindade Santa. Esta relação de amor, esta relação de comunhão ('Eu e o Pai somos um, diz Jesus) da Trindade Santa é a ação que vocês, meus queridos jovens, devem implementar na caminhada diaconal. Estas virtudes têm a deus por origem. Por elas, Deus é conhecido, esperado e amado. Eis o serviço que o ministério diaconal dá à comunidade eclesial: tonar Deus conhecido, esperado e amado. Sendo capaz, meus queridos seminaristas, de assimilar e testemunhar a diaconia serviçal de Jesus. Sendo capaz de testesmunhar esta diaconia de Cristo. É uma graça que configura vocês ao Cristo Jesus. Ao abraçarem este ministério diaconal e tendo à frente o desejo de viver essas vrtudes, vocês estão tesmunhando Jesus Cristo servidor. Estão recebendo esta Graça de Deus. É Deus que lhes dá esta Graça.

O que esperamos de vocês? O que a Igreja espera de vocês? Esperamos que como Diáconos dêm um testemunho e um impulso missionário para fazer desta nossa Igreja uma Igreja viva, missionária, pobre e servidora, como interpela sempre a nós o Papa Francisco: uma Igreja em saída. Isso espearmos de vocês como Diáconos. Sejam colaboradores do Bispo e do Presbiterio, mas testemunhando Jesus Cristo numa Igreja em saída. Uma Igreja que vai às periferias existenciais mas às periferias das nossas Paróquias. Uma Igreja viva, é o que espramos de vocês como Diáconos. Vivam em Cristo, vivam em Cristo Jesus a pequenez dos servos amigos de Jesus. Diácono é servir. Então, sejam esses servos amigos de Jesus, mas vivam a pequenez de Jesus. Tenham em vocês os mesmos sentimentos que haviam em Cristo Jesus. O apóstolo Paulo dizia: 'Jesus, em condição Divina, não se apegou à sua igualdade com Deus, pelo contrario, esvaziou-se em si mesmo assumindo a condição humana'. Eis o servo amigo de Jesus. Esvaziar-se a si mesmo. Não é facil, porquê o mundo está cheio de apegos, de cobranças. Se vocês, como Diáconos, nao viverem esse esvaziamento que Cristo nos dá como exemplo e se não encarnarem em vocês os mesmos sentimentos de Jesus, a vivência destas virtudes teologais vai ser bastante difícil como Diáconos.

Por isso meus queridos filhos, olhem para Maria, mãe de Jesus. Ela também foi marcada pela pequenez. Pela pequenez do seu ser  ela disse a Deus: 'eis aqui a serva do senhor, faça-se me mim segundo a sua Palavra'. Na pequenez de Maria bebam todos os dias. O amor de Deus para o exercício do Diaconato. Olhem para a pequenez de Maria e aprendam dela a serem servidores de Deus, a serem servidores do povo de Deus e verdadeiros colaboradores do nosso Presbitério. Que Nossa Senhora os conduza e os favoreça na vida de vocês dia após dia a alegria de viver o diaconato como serviço ao povo de Deus que lhes é confiado, Amém".

 

 

Publicado no dia 26/11/2017