ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Arcebispo emite orientações para celebrações no dia 3 de agosto - por Pe. Andrey Nicioli


O arcebispo metropolitano de Pouso Alegre, Dom José Luiz Majella Delgado - C.Ss.R., emitiu uma mensagem para a celebração do aniversário de dedicação da Catedral Metropolitana, no dia próximo dia 3 de agosto. Segundo ele, essa data quer marcar a unidade da Igreja Particular.

"A nossa Catedral dedicada ao Bom Jesus tem um papel de nossa pertença à esta Igreja particular de Pouso Alegre. Façamos da nossa Catedral a “casa da comunidade”, o lugar privilegiado onde a maioria dos fiéis tem uma experiência concreta de Cristo, a comunhão eclesial (Cf. DAp, n. 170); onde os cristãos não apenas rezam, mas encontrem um recinto de acolhida e fraternidade, e se sintam também mais missionários e servidores de seus irmãos, com sua tarefa de evangelizar ou de ajuda fraterna. Uma Igreja que na esperança, olha para frente e consciente de que o futuro pertence ao Cristo Glorioso", escreveu.

Para essa data, todas as igrejas devem fazer memória desta data, considerando as observações apresentadas pelo Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil – 2018(cf. p. 37), a seguir:

Quando o aniversário ocorre em dia de semana

a)    Na própria igreja catedral: Solenidade

Ofício solene do Comum da Dedicação (com I Vésperas).

Missa do Comum da Dedicação: Gl, Cr, Pf da Dedicação.

Leitura (três) à escolha no Lecionário (vol III, pp. 235-249)

 

b)    Na Arquidiocese: Festa

Ofício festivo do Comum da Dedicação

Na Hora Média, ant. e salmos do dia da semana

Leituras (duas) à escolha no Lecionário (vol. III, pp. 235-249)

Leia a mensagem na íntegra

 

MENSAGEM PARA A CELEBRAÇÃO DO ANIVERSÁRIO DE DEDICAÇÃO DA CATEDRAL METROPOLITANA DE POUSO ALEGRE



Aos irmãos e irmãs cujas vidas estão marcadas pelo sofrimento, aos que já não conseguem vislumbrar uma centelha de esperança, a todos os leigos e leigas que levam adiante com alegria a missão, aos sacerdotes, diáconos, consagrados e consagradas, seminaristas e a todo o povo de Deus na Arquidiocese de Pouso Alegre. 

Sejam alegres por causa da esperança (Rm 12,12)

A comunidade cristã da Arquidiocese de Pouso Alegre celebra no dia 3 de agosto aniversário de dedicação da igreja Catedral. A nossa Catedral dedicada ao Bom Jesus tem um papel de nossa pertença à esta Igreja particular de Pouso Alegre.

Estamos no Ano Arquidiocesano da Esperança. A origem desse Ano encontra-se no Tríduo em preparação ao Jubileu dos 120 anos de criação da diocese a ser celebrado em 2020. Propomos para cada ano uma das virtudes teologais, acompanhada sempre por um gesto concreto. Neste segundo ano do Tríduo dedicado à Esperança somos convidados a sair em missão e anunciar Jesus Cristo, origem e meta de nossa existência. Neste último final de semana de julho o Setor Juventude da Arquidiocese de Pouso Alegre realiza a “missão jovem” nas duas paróquias da cidade de Extrema. A presença de mais de 500 jovens pelas ruas desta cidade anunciando que nossa esperança tem um nome: Jesus Cristo (1Tm,1,1), revela que “Nele, com Ele e por Ele, vivemos cada dia de nossa existência atravessando amarguras e celebrando alegrias”. Este gesto vem se concretizando também nas novenas dos padroeiros e padroeiras de nossas paróquias e comunidades e, esperamos que se multiplique nos grupos de reflexão, Semana da Família, Mês missionário, novena de Natal e nos círculos bíblicos em nossa Arquidiocese. 

O Ano Arquidiocesano da Esperança unido a toda a Igreja no Brasil que celebra o Ano do Laicato tem sido, portanto, também um tempo para nos voltarmos em direção a Jesus Cristo. Tempo para começarmos ou recomeçarmos nossas vidas a partir Dele. É possível sempre recomeçar, isto é, pôr-se a caminho corajosamente, mais uma vez. Não deixemos que as dores dobrem nossas cabeças nem endureçam nossos corações. Contemplemos o crucificado, o nosso bom Jesus. E, permaneçamos sempre prontos a dar a razão de nossa esperança a quem nos pedir (Pd 3,15) e que o Deus da esperança nos cumule de toda alegria e paz em nossa fé, a fim de que, pela ação do Espírito Santo, a nossa esperança transborde (Rm 15,13). 

Alimentemos nossa esperança com a Eucaristia, a oração e na ação. Animemos nossa esperança pela caridade. Transmitamos nossa esperança baseada no encontro com o Senhor Bom Jesus, o Cristo Ressuscitado, testemunha da esperança! Anunciemos a beleza da esperança que brota do Evangelho. 

Peço a todos que considerem as observações apresentadas pelo Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil – 2018(cf. p. 37), a seguir:

Quando o aniversário ocorre em dia de semana

a)    Na própria igreja catedral: Solenidade

Ofício solene do Comum da Dedicação (com I Vésperas).

Missa do Comum da Dedicação: Gl, Cr, Pf da Dedicação.

Leitura (três) à escolha no Lecionário (vol III, pp. 235-249)

 

b)    Na Arquidiocese: Festa

Ofício festivo do Comum da Dedicação

Na Hora Média, ant. e salmos do dia da semana

Leituras (duas) à escolha no Lecionário (vol. III, pp. 235-249)

Caríssimos irmãos e irmãs neste aniversário de Dedicação façamos da nossa Catedral a “casa da comunidade”, o lugar privilegiado onde a maioria dos fiéis tem uma experiência concreta de Cristo, a comunhão eclesial (Cf. DAp, n. 170); onde os cristãos não apenas rezam, mas encontrem um recinto de acolhida e fraternidade, e se sintam também mais missionários e servidores de seus irmãos, com sua tarefa de evangelizar ou de ajuda fraterna. Uma Igreja que na esperança, olha para frente e consciente de que o futuro pertence ao Cristo Glorioso. 

Reafirmo a importância evangelizadora de que em todas as Igrejas, capelas e oratórios da Arquidiocese de Pouso Alegre sejam celebradas neste dia 3 de agosto a Dedicação da Catedral. 

Garanto-lhes a minha oração e concedo-lhes de coração a bênção.



Dom José Luiz Majella Delgado, C.Ss.R.

Arcebispo Metropolitano do Pouso Alegre

Pouso Alegre, 25 de julho de 2018

Festa de São Tiago (Maior), Apóstolo.



PC-SE 016/2018

 

 

Publicado no dia 26/07/2018