ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Seminário Arquidiocesano inicia ano jubilar - por Pe. Andrey Nicioli


O Seminário Arquidiocesano Nossa Senhora Auxiliadora iniciou na manhã deste sábado (08) as celebrações de seu ano jubilar, já que no dia 8 de setembro de 2019 a instituição celebra 120 anos de história. Com o lema "Há 120 anos formando homens ao serviço do Evangelho", participaram do evento o arcebispo metropolitano, Dom José Luiz Majella Delgado - C. Ss.R., os formadores, dezenas de padres do clero diocesano, religiosos, seminaristas e membros leigos das comunidades eclesiais. Uma imagem de São João Maria Vianney, instalada nos jardins do seminário, marcou a abertura oficial deste dia, seguida da bênção e descerramento da placa comemorativa.

Dom Majella lembrou que esse ano jubilar quer ser um ano de ação de Graças mas também um ano de reconciliação. 

"Queremos nos colocar diante de Deus pedindo perdão e buscando a reconciliação. Essa casa acolheu centenas de jovens e muitas vezes não agimos com misericórdia, compreensão. Temos muitas falhas. Queremos olhar para o nosso seminário como casa que forma, mas que também deve ter criado alguma mágoa naqueles que passaram. Que seja tempo oportuno de renovação interior. Ao inaugurarmos essa imagem de São maria Vianney, queremos trazer a imagem desse sacerdote que na simplicidade, humildade e no zelo pastoral se tornou referência. E para nós, hoje, se torna a referência de um patrono. Que seja um momento de reflexão. Que saibamos olhar para São João Maria Vianney e aprender que ser sacerdote é ser um homem humilde e serviçal", afirmou.

Após a abertura do ano jubilar, teve início a Eucaristia, celebrando a festa da natividade de Nossa Senhora.

"Deus favorece essa casa, Deus concede a nós este momento de Graça. Deus nos chama. A vocação cresce na Igreja como cresce também aqui no seminário. Durante o processo de formação, os seminaristas precisam conhecer melhor a Igreja particular, confrontando com o coração misericordioso de Deus. Por isso é oportuno os trabalhos pastorais. Nas comunidade eclesiais o seminarista vai desenvolver ao olhar do bom pastor. Seminário e comunidades são lugares privilegiados, onde nasce e fortalece o chamado de Deus. Um caminho que se abre à ação do espírito. Amadurece a configuração à Cristo que se faz próximo a toda humanidade. Este seminário consagrado a maria, sempre encontrou Nela a força para enfrentar as dificuldades que sobrevieram. Ela é a mãe que que acolhe, aconselha, que dá a vida para que o jovem conforme sua vida à vida de Cristo. Gaste-se sempre no amor!", refletiu Dom Majella em sua homilia. 

Ao final da missa, o arcebispo foi homenageado pelos seus quatro anos à frente da Arquidiocese, enquanto Monsenhor João Faria foi homenageado pelos seus 60 anos de vida presbiteral que completará no dia 14 de dezembro deste ano. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado no dia 08/09/2018