ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Jovens da Arquidiocese já estão no Panamá para a Jornada Mundial da Juventude - por Pe. Andrey Nicioli


Um grupo de jovens da Arquidiocese de Pouso Alegre chego ao Panamá no final da semana passada para a Jornada Mundial da Juventude, que ocorre entre os dias 22 e 27 de janeiro. E eles não esetão sozinhos. Jovens de todas as partes do mundo estão a caminho do Panamá para viver juntos a Jornada Mundial da Juventude, que este ano traz o tema "Eis a serva do Senhor; faça-se mim segundo a tua palavra" (Lc 1:38). E é grande a expectativa para o encontro com o Papa Francisco, que chegará ao Panamá no dia 23 de janeiro. São esperados jovens de 175 países. 

Segundo Guilherme, de Poço Fundo, o clima dos panamenhos é de alegria e expectativa para o encontro, e a acolhida aos estrangeiros não poderia ser melhor.

"A acolhida está sendo fantástica e estamos muito surpresos com tanta dedicação para conosco. O clima está muito festivo e caloroso. Os panamenhos estão muito animados e empolgados com os peregrinos. Os brasieliros são o segundo maior número de peregrinos, sendo que a maior parte dos peregrinos são do Panamá", disse.

Enquanto esperam o início da JMJ, muitas atividades estão sendo proporcionadas aos jovens. O grupo de nossa Arquidiocese está na Costa Rica.  

"Nosso grupo está na Costa Rica para a preparação para a JMJ e participando de uma semana missionária na arquidiocese de Puntarenas. Já encontramos muitos grupos de estrangeiros da América e Europa e também da Ásia".

O que é a JMJ

É um encontro de jovens de todo o mundo com o Papa, em um ambiente festivo, religioso e cultural, que mostra o dinamismo da Igreja e dá testemunho da atualidade da mensagem de Jesus. “É muito mais do que um acontecimento. É um tempo de profunda renovação espiritual, de cujos frutos se beneficia toda a sociedade” (Bento XVI). Trata-se de um meio extraordinário de evangelização para fortalecer a pastoral juvenil. Realiza-se a cada três anos, tendo a última acontecido na cidade de Cracóvia em 2016.

O fundador e primeiro promotor da JMJ foi São João Paulo II. A ideia do evento foi concebida com o objetivo de favorecer o encontro pessoal com Cristo, que muda a vida, e promover a paz, a unidade e a fraternidade dos povos e das nações através da juventude como embaixadora; além de desenvolver processos de nova evangelização destinada aos jovens.

Os primeiros dois encontros, em 1984 e 1985, organizados por ocasião do Ano Santo da Redenção (1983-1984) e do Ano Internacional da Juventude (1985) não podem ser chamados de Jornada Mundial da Juventude; no entanto, foram os primeiros encontros que serviram de base para que o Papa tomasse essa iniciativa abençoada, que dura até o dia de hoje.

 

 

 

 

Publicado no dia 16/01/2019