ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Arquidiocese celebra criação de sua mais nova paróquia - por Pe. Andrey Nicioli


A arquidiocese de Pouso Alegre celebrou na noite desta segunda-feira, 25, a instalação canônica de sua mais nova paróquia: Nossa Senhora Aparecida. Localizada em Andradas, a comunidade também viveu a posse canônica de seu primeiro pároco, padre Thiago Vilela. A Eucaristia foi presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom José Luiz Majella Delgado - C.Ss.R., concelebrada por alguns padres. Centenas de fiéis também participaram da celebração. Essa é a 69ª paróquia da arquidiocese de Pouso Alegre.

Segundo o pároco da paróquia São Sebastião, cônego Simão Cirineo, a criação dessa nova paróquia se fez necessária diante do crescimento populacional de Andradas. 

"Diante do crescimento populacional da cidade de Andradas com mais de 41 mil habitantes e o município com 42 comunidades rurais e urbanas; diante dos desafios pastorais, sobretudo no campo da Evangelização e da missão; visando uma maior descentralização proposta pelo Documento de Aparecida; o atendimento e bem como a maior proximidade do padre com o nosso povo, foi pensada e apresentada a necessidade da criação de mais uma paróquia, desmembrada da Paróquia São Sebastião, a qual, depois de 152 anos, assim como uma mãe gera uma filha. É importante dizer que na "matemática de Deus" a divisão não é para o enfraquecimento, mas sim para o fortalecimento e crescimento na fé", disse.

Antes da saudação inicial, foi lido o decreto de criação da nova paróquia, que no sua introdução trazia:

"A Igreja continuadora da missão salviífica do seu Divino Salvador e Fundamento, através de seus pastores, não poucas vezes lança mão do desmembramento de territórios para formação de novas paróquias. Como meio efetivo de promover a evangelização, cumprindo o magno mandato do Senhor 'Ide e pregai o Evangelho fazendo com que todos os povos da terra se tornem discípulos'. No decorrer dos últimos anos, não foram poucas as manifestações que se fizeram representar a nós e já ao nosso saudoso predecessor, no sentido de erigir uma nova comunidade paroquial, desmembrada do território da paróquia São Sebastião em Andradas. Ultimamente, como demonstração de grande concordância e expectativa, tanto do clero quanto do povo de Deus da paróquia São Sebastião, o reverendíssimo cônego Simão Cirineo Ferreira, pároco da predita paróquia, nos representou declarando estarem satisfeitas as exigências canônicas para que fosse eregida". 

Na sequencia, foi intronizada a imagem da Padroeira e das imagens que formam a nova paróquia. Tendo iniciado a Santa Missa, foi realizado o rito de posse canônica do primeiro pároco. Após a saudação do arcebispo, foi feita a leitura do Decreto de posse canônica. De joelhos, de frente para o altar, padre Thiago fez a sua profissão de fé e juramento de fidelidade, como é pedido a todo cristão que vá assumir um ofício dentro da Igreja. 

Após a homilia, dando continuidade ao rito canônico, o novo pároco foi conduzido pelo Arcebispo até a porta da Matriz, onde lhe entregou as chaves da Igreja; à pia batismal; ao confessionário; ao Sacrário; e, por fim, à cadeira da presdiência. Após a assinatura dos documentos, Dom Majella, com muita alegria, apresentou padre Thiago para toda comunidade paroquial.

Processo de criação

Diante do crescimento populacional da cidade de Andradas com mais de 41 mil habitantes e o município com 42 comunidades rurais e urbanas; diante dos desafios pastorais, sobretudo no campo da Evangelização e da missão; visando uma maior descentralização proposta pelo Documento de Aparecida; o atendimento e bem como a maior proximidade do padre com o nosso povo, foi pensada e apresentada a necessidade da criação de mais uma paróquia, desmembrada da Paróquia São Sebastião, a qual, depois de 152 anos, assim como uma mãe gera uma filha. É importante dizer que na "matemática de Deus" a divisão não é para o enfraquecimento, mas sim para o fortalecimento e crescimento na fé.

Este processo de preparação para a criação da nova paróquia teve início há mais de dez anos no paroquiato do monsenhor Vicente Pereira Gomes, que dedicou investimentos nas diversas capelas dac idade, sobretudo na Igreja de Santa Rita na Vila Leandro Previato. Padre Elton Cândido Ribeiro colaborou com a proposta elaborando as marcas divisórias que foram acolhidas por nós, padres da paróquia, pelas lideranças e conselhos e pela comissão de criação de novas paróquias da Arquidiocese, Conselho Presbiteral e pelo Arcebispo Metropolitano. 

Ao assumir a missão de pároco da Paróquia de São Sebastião juntamente com o padre Arquimedes e padre Nelson em 2013, procuramos dar continuidade aos passos e encaminhamentos dados realizando um trabalho pastoral em vista desta nova área de pastoral e visando sua maior descentralização. Intensificamos o nosso atendimento aos finais de semana, principalmente com missas nas comunidades São José, Santa Rita, Vila Euclides, Vila Sóvis, Nasa e POrtal do Sol.

Levando em conta os critérios e orientações para a criação de  novas paróquias na Arquidiocese de Pouso Alegre, parte da festa de São Sebastião do ano de 2018 foi investida na estrutura física da Igreja Santa Rita da Vila Leandro Previato, que irá funcionar como igreja matriz provisória, e na reforma da casa paroquial e secretaria paroquial no Jardim Nova Andradas, no Nasa, e organização do dízimo, entre outros encaminhamentos. 

Para a escolha do nome da padroeira e da nova paróquia foi feita uma consulta entre os membros do CPP, CCP e com as lideranças destas comunidades que fazem parte deste território. Nossa Senhora Aparecida foi escolhida, revelando assim o desejo de proteção da Mãe de Deus e nossa e a grande e bonita devocação do povo de Andradas à padroeira do nosso Brasil. 

A nova paróquia Nossa Senhora Aparecida já nasce grande e bonita, com 20 comunidades, sendo dez urbanas e dez rurais, com igrejas históricas e o distrito da Gramínea. Acreditamos que a criação da nova paróquia fará um grande bem para os fiéis católicos. Por isso, desde já, pedimos suas orações, seu apoio e incentivo nesse momento também de graça e bênçãos de Deus na história de nossa fé. 

A divisão da paróquia parte de uma referência geográfica e demográfica sendo o marco da divisão territorial a rua Dr. Delfim Moreira, rua Martineli e a avenida João Domiciano da Costa e as comunidades que ficam ao lado sul, na divisa com o Estado de São Paulo. A questão do território é considerada como o principal critério para concretizar a experiência eclesial. Essa concepção está ligada a uma realidade mais fixa e estável das pessoas. Porém, hoje, o território físico não é o mais importante que as relações sociais. Por fim, é ensinamento e proposta da Igreja que as paróquias seja "cada vez mais formadas por comunidades, família de Deus, fraternidade animada pelo espírito de unidade. É a Igreja que se encontra entre as casas dos seres humanos; é uma rede de comunidades, células vivas da Igreja e o lugar priveiliado no qual a maioria dos fiéis tem uma experiência concreta de Cristo e da comunhão eclesial". O Documento de Aparecida ainda propõe à comunidade como o centro da vivência cristã. A comunidade paroquial, entretanto, não pode ser uma superestrutura formal e vazia, mas deve ser um todo orgânico que envolva os diversos aspectos da vida. As paróquias são chamadas a ser casas e escolas de comunhão. A paróquia tem a missão de evangelizar, celebrar a liturgia, realizar a promoção humana, fazer progredir a inculturação da fé nas famílias, nas comunidades eclesiais, nos grupos e movimentos apostólicos e, através deles, em toda a sociedade. 

O endereço da nova matriz é: 

Igreja Santa Rita

Rua Timbiras, 93 - Vila Leandro Previato



 

Publicado no dia 21/02/2019