ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Capela de Santa Dorotéia completa um século de existência - por Lucas Silveira


Situada no coração da cidade de Pouso Alegre, a Capela do Sagrado Coração de Jesus, conhecida popularmente como Capela das Doroteias, completa no dia 27 de junho de 2019, um século de existência. Construída como anexo do Instituto Feminino Santa Doroteia, a Capela do Sagrado Coração de Jesus foi idealizada pelas irmãs da Congregação das Doroteias.

O Instituto chegou a cidade de Pouso Alegre no dia 11 de fevereiro de 1911 e foi destaque no seu cotidiano centrado na disciplina e voltado para a instrução religiosa e educação para a vida urbana. A expressão arquitetônica do colégio, obra do construtor Mário Gissoni, que teve sua inauguração em 1918, dava visibilidade à cidade. 

Com a união de ensino e religião, a Congregação das Irmãs de Santa Doroteia construiu em anexo ao Colégio a Capela do Sagrado Coração de Jesus. Uma obra arquitetônica do construtor Mário Gissoni edificada em estilo ogival. Esse tipo de construção surgiu na Europa, mais precisamente na Espanha, durante o século XVIII e era utilizado para nomear um tipo de arco que define um ângulo em formato de curva, e também pode ser chamado de arco ogival, arco de ogiva ou arco quebrado, como é possível perceber essa estrutura na nave central da Capela.

A Capela das Doroteias, como é popularmente conhecida na cidade, teve sua construção iniciada junto com o prédio do Instituto, em 1911, porém só foi totalmente concluída em 1926.

Após a estrutura feita, com os pisos de madeira, destacando um formato de cruz na nave central, a Capela dedicada ao Sagrado Coração de Jesus foi abençoada pelo bispo diocesano Dom Octávio no dia 27 de junho de 1919, há 100 anos, durante as comemorações da Festa do Santíssimo Coração de Jesus, quando foram entronizados as imagens e o orago da Capela do Instituto Santa Doroteia de Pouso Alegre.

A Capela serviu durante décadas como refúgio de orações e celebrações de missa para as alunas internas, as freiras e os familiares.

Dedicada ao Sagrado Coração de Jesus, que do alto do altar mor, olha e protege os fiéis, a capela é repleta de simbolismos e significados. O altar é construído em madeira, com pó marmorizado no seu acabamento e ricos detalhes entalhados na madeira. As peças são originais da França e vieram exclusivamente para adornar os altares. Pinturas em afresco de artistas desconhecidos ilustram passagens bíblicas. Destaque nas paredes da Ressurreição de Jesus e Ascenção do Senhor. Os quatro evangelistas também foram pintados no teto, sobre a cruz da nave central. O nascimento de Jesus também é retratado em afresco.

Um confessionário francês chama atenção pela beleza e harmonia. No coro está guardado um órgão belga, centenário, que era utilizado no coral das Doroteias durante décadas. Cada detalhe desta capela, ainda intacta, sem intervenções, chama muita atenção. Neste ano a capela completa 100 anos de construção. Sua dedicação ao Sagrado Coração de Jesus nasceu pelas mãos abençoadas de dom Octávio Chagas de Miranda, em 27 de junho de 1919. 

São histórias de vida e bênçãos do Sagrado Coração de Jesus no coração de Pouso Alegre. História e tradição se fundem. O passado educacional permanece vivo na vida do povo, nas paredes do antigo Instituto, hoje Conservatório de Música. Também permanece viva a memória dos benfeitores e construtores desta imponente capela. História e fé unidas. Desde a ponta da torre, com seus dois sinos centenários, que vieram fazer parte da vida de fé e anunciar a boa nova do Salvador, até seus bancos centenários, onde milhares de fiéis sentaram para ouvir a Palavra do Senhor. Até as imagens sacras, por onde foram venerados pelos devotos.

Fonte bibliográfica escritor e pesquisador Antônio Gilbert

Publicado no dia 27/06/2019